segunda-feira, 16 de novembro de 2009

PEDAL DE CAÇAPAVA 14/11 COM LIVIA


Sábado, 14 de Novembro, fizemos o pedal São José dos Campos-Caçapava. Saímos, cerca de 40 pessoas (acho), do Parque da Cidade as 8:30 h. O dia estava lindo, aquele sol brilhante, que transforma a paisagem... O trajeto foi o tradicional: estrada SJC-Vargem Grande, passando pelo Luso. É um trajeto super gostoso de fazer, praticamente plano, com ligeiros sobes e desces, o que faz com que a pedalada não fique monótona. A estrada é asfaltada até o Condomínio Espelho d’água, depois terra até chegar em Caçapava! O lado ruim dessa estrada é que passam muitos caminhões, e a poeira é grande. Quem não costuma usar óculos de sol (como eu), chegou com 1 kg de areia nos olhos e meio cego... rs rs rs

Na pausa que fizemos, numa venda bem simples na beira da estrada, a atendente nem sabia o que era Gatorade, mas pelo menos tinha Tubaína e água! rs Assim sendo, nos reabastecemos e segimos em frente. Nessa altura do campeonato o sol, aquele brilhante do começo da história, já estava queimando e o calor era intenso...

Tirando o pequeno acidente da Maria (que caiu e machucou o joelho), foi tudo tranquilo. Mas mesmo machucada, ela não quis voltar! É isso ai, Maria, parabéns! Chegamos em Caçapava sãos e salvos e fomos a uma padaria repor as energias. Alguns aderiram a um refresco mais potente (leiam: cerveja!), mas a maoiria ficou no Gatorade, água ou Tubaína. Outros optaram por comidinhas leves e saudáveis, como coxinha, salsisha empanada, e coisas que nem sei o nome. Depois de encher a pança, foi hora de voltar...

A volta também foi tranquila, mas confesso que pra mim, foi torturante. O Luso não chegava nunca, e a estrada parecia infindável... Tinha doado sangue no dia anterior, e pensei que estivesse bem... mas minha resistência estava baixa e senti um cansaço generalizado. (Quando doarem sangue, esperem pelo menos 48 horas pra pedalar... taí, uma dica... rs) Bom, antes de chegar ao Luso, eu já estava pensando pra quem ligar pra ir me resgatar, porque tinha certeza que não ia conseguir chegar em SJC. Nisso minha cabeça já estava bombando e um pouco mau humrada... rs O sol estava matando... extremamente quente, o que piorou minha situação... mas enfim, o Luso apareceu... nossa, foi como a visão de um oásis pra mim... rs

Chegando ao Luso, nos refrescamos numa torneira (santa torneira) e reabastecemos as garrafinhas com água fresca. Alguns, como eu, se atiraram no chão pra descansar... e após alguns minutos, a energia aumentou e consegui chegar ao Parque da Cidade. Nada como ÁGUA pra reanimar!

A maioria foi embora direto, sem passar pelo Parque... eu voltei para o parque, e graças a Deus, ganhei carona do Fernando, porque já estava me arrastando! rs

Saldo final: mais um pedal fantástico, num lindo dia, sem nenhum acidente grave! Cheguei quase inteira em casa e já estou pronta para o próximo!!!! Valeu pessoal! ;)